San Andrés: Acuario + Johnny Cay

por Thiago Luiz

27 de julho, 2015

San Andrés: Acuario + Johnny Cay

Umas das melhores opções para conhecer em San Andrés sem dúvida é a dupla de pequenas ilhas conhecidas como Acuario e Johnny Cay. Em San Andrés há várias ilhotas em seu entorno, então sempre que ver a palavra Cay ou Cayo significa algo como ilhota. No dia anterior já havia percorrido a ilha, então dessa vez desbravei fora da ilha principal.

 Mapa
Mapa de San Andrés. Fonte: sanandres.gov.co

 Chegando_Acuario  
Chegando no Acuario e sem filtros na foto!

#Como chegar Antes de chegar você deve comprar os “paquetes” (tíquetes) para conhecer as ilhotas. Na verdade você pode ficar em uma só, mas é comum comprar no mesmo dia para visitar as duas. O transporte é feito por várias operadoras, no meu caso foi a Beethoven Tour’s. A escolha é aleatória, pois todos cobram o mesmo preço e saem do mesmo lugar: Muelle Portofino. Eu comprei o pacote direto do hostel no qual eu estava hospedado (El Viajero) e foi só apresentar o comprovante que me deram (um recibo) que eles te entregam as “entradas “ em si. Porém você pode comprar na hora onde saem as lanchas.

Esperando_1 Tiquete

Em Muelle Portofino esperando a lancha + tiquetes para entregar ao condutor da lancha.

#Acuario feat Halnes Cay A primeira parada é no famoso Acuario. São duas pequenas (mas muito pequenas) ilhas. A chegada é tranqüila numa lancha de alta velocidade (nada de vômitos, gritarias e afins. Bem tranqüilo) e para na ilha base, onde há lockers e dois barzinhos. E é aos fundos desse barzinho + lockers que existe o tal “aquário”: entre pedras e rochas, inúmeros peixinhos. Assim... você quer ver peixinhos bonitinhos? Então perca seu tempo no @West_View que aí sim você nadará com os peixinhos. Aproveite o tempo que tem e vá caminhando para outra ilhota ao lado e o máximo que água vai chegar é na sua cintura. Nessa ilhota você terá mais espaço para aproveitar a areia ou mesmo o mar, pois a muvuca tende a ficar lá próximo dos peixinhos. Nessa outra ilhota - Halnes Cay, o clima é mais zen e é possível trocar umas conversas na paz. Tem grama, tem coqueiro, tem bancos, tem mesas... Um ambiente bem agradável. E foi o que eu fiz: fiquei curtindo a água e dei uma volta na ilhota.

Indo_para_Jonnhy_Cay Entrada_Jhonny_Cay 
A caminha de Johnny Cay + Tiquete de ingresso.

Acuario_1
Muvucada na chegada no Acuario. Barzinhos + lockers no local.
 
Acuario_4
Vive mal o cachorro, não?

Acuario_3
Ao fundo, Acuario. E o povo se deslocando até a segunda ilhota.

Acuario_2
Estrutura na segunda ilhote de Acuario.

#Johnny Cay O ponto alto do dia! Por mais que você tenha que pagar 5 mil pesos colombianos a mais para entrar na ilhota, vale muito a pena. Após mais ou menos uma duas horas em Acuario, tomamos o mesmo barco e chegamos a Johnny Cay. Na ilhota há uma estrutura para receber os turistas, oferecendo até almoço. Não lembro o preço, mas um pouco mais caro comprado a ilha San Andrés. Mas vale a pena! Só o fato te estar em Johnny Cay já paga tudo... Após almoçar e pedir uma cerveza (Club Colombia, lógico) foi a vez de descansar no paraíso. Aluguei uma barraca e cadeira e olha... não me arrependi. Barraca bem montada, com sombra e ótima cadeira de praia. A foto abaixo fala por si (sim, também não lembro quanto paguei, mas não era nada impossível. Só chegue rápido e cedo para garantir um bom espaço – tente fugir da muvuca que fica concentrada no centro da ilhota). Então o resto do meu dia foi resumido em dormir, acordar, tomar banho na água, dormir, protetor e por aí vai... E as 16h chegou a hora de voltar. E TODOS deixam a ilha nessa hora... As barracas e o “comércio” fecha e todos voltam para San André. Ah, e você de camarote assiste os pousos e decolagens em San Andrés, pois os aviões passam por cima :) 

Cay
Johnny Cay + San Andrés ao fundo. E suas barracas e guarda-sóis para aluguel.

Cay_1
Então, essa foi a minha barraca. 

Cay_3
E não podia esquecer da Cluc Colombia.. E estava no lado direito da ilhota. Quase sem ninguém.

#Raias Sim, havia raias em Johnny Cay e elas passaram do MEU LADO, digo, COLANDO em mim. Levei um puta susto e nunca saí tão rápido do mar (os outros turistas também, rs). Porém me informaram depois que as raias no arquipélago são dóceis! Sei até que depois desse nosso passeio para Johnny Cay, eles te levam (pagando algo a mais, claro) para um lugar onde há várias raias, onde tu podes tocá-las e tal. Mas gente, elas são muito MAL TRATADAS, então nem percam seu tempo! Lá em Johnny Cay já tem emoção o suficiente. 

#Dica Ah, já ia esquecendo: NÃO ESQUEÇAM de levar a sapatilha de mergulho... Tem muita pedra em San Andrés e todo arquipélago. É baratinho, custa como 5 a 10 mil pesos colombianos.

Saindo
Até mais, Johnny Cay!



Comente aqui

Thiago Luiz

Thiago Luiz, 30 anos, servidor público na área de engenharia. Um apaixonado por cidades que ainda não esteve e pelas pessoas que ainda não conheceu!

Mundo Desbravo nas Redes

Facebook

Instagram

Direitos do Autor

Todo o blog MUNDO DESBRAVO está protegido por direitos de autor, exceto quando se indique expressamente o contrário.